O que você faria caso fosse picado por uma cobra? Sabe quais procedimentos seguir? Aqui, vamos contar um pouco da história e dos projetos do Cláudio Machado, dono do canal no Youtube Papo de cobra!

 

Quem é Cláudio?

 

Cláudio Machado é biólogo/herpetólogo (especialista em répteis e anfíbios), mestre em comunicação, informação e saúde, e doutor em medicina tropical. Atualmente, trabalha como biólogo no Instituto Vital Brazil, localizado em Niterói/RJ. O órgão, assim como o Instituto Butantan, é responsável pela produção de soro antiofídico no país, medicamento no tratamento de picadas de cobras. Além de tudo isso, Cláudio também é youtuber, um de seus projetos para divulgar a ciência para a população.

 

Foto: acervo de Cláudio Machado

 

Criou o canal no Youtube chamado ‘Papo de cobra’, que atualmente está com aproximadamente 27.700 inscritos. Nele, conversa sobre serpentes e animais peçonhentos com o objetivo de popularizar o tema, visando difundir conhecimentos e ajudar na prevenção de acidentes.

“A intenção de criar o ‘Papo de cobra’ foi ver que temos na população um grande desconhecimento em relação à prevenção de acidente ofídico. Seja da população de uma forma geral e até mesmo de profissionais de saúde.” diz o biólogo.

Sua motivação é ajudar as pessoas de forma acessível e gratuita. Como sempre estudou e trabalhou em organizações públicas, entende que essa é uma maneira de retribuir esses 30 anos de esforços para a população!

 

Foto: youtube, canal papo de cobra

 

Projetos

 

Além do seu canal no Youtube, recentemente foi autor de  um aplicativo inovador para a saúde pública, capaz de ajudar as pessoas que foram picadas por cobras localizarem um centro médico que tenha o soro antiofídico com mais rapidez.

 

Foto: Gustavo Figueiroa

 

Sobre a criação do app, explica que: “Não entendo de programação, até que um seguidor meu no Twitter, Gonçalo Franco, se dispôs a fazer esse aplicativo gratuitamente. Pegamos os dados do Ministério da Saúde, que são dados públicos. Ele criou o aplicativo com esses dados para facilitar e distribuir para a população gratuitamente. Todos que tem um celular, podem encontrar um polo de atendimento mais próximo. Na verdade, não inventamos a roda, apenas pegamos o que já existia na internet, que era a lista de polos e aplicativos de geolocalização e juntamos em um app só. Juntamos informações que estavam em vários sites, como: Instituto Butantã, Instituto Vital Brasil e do próprio Ministério da Saúde.”

 

Divulgação e patrocínios

 

Com a ideia inicial de divulgação científica para a criação de seu canal, o gargalo continua sendo a falta de financiamento e patrocínio. A falta de apoio é tão alta, que está encontrando dificuldades no lançamento de seu livro.

“Todos que fazem divulgação científica no Brasil, estão passando por essa fase. A ciência está sendo muito questionada. Nunca imaginei que ia chegar uma época que precisaríamos ir à televisão provar que a terra é redonda ou que uma vacina não causa autismo. Então estamos passando por uma fase muito complicada, tem muito para-ciência e muita fake news. Cada vez mais temos que passar por uma provação para mostrar como a ciência é importante e estamos vivendo um pouco disso. O Coronavírus está nos fazendo repensar muita coisa: temos que aprender a lavar a mão em pleno século XXI, fazendo vídeos ensinando como lavar, porque as pessoas não sabem.”

 

Planos para o futuro

 

Seu projeto para o futuro é manter o canal com vídeos semanais e manter o grupo no Twitter para responder perguntas. Além disso, quer começar a escrever e lançar livros sobre o assunto. O primeiro passo é o lançamento de sua primeira obra, que está em andamento. Já para o aplicativo, quer melhorá-lo, mas vai depender do quanto de ajuda terá.

“Faço tudo isso sozinho e nem sempre é tão fácil. Quem sabe alguém me apoia, para aumentar a divulgação. Qualquer tipo de apoio, seja viabilizando situações ou financeiramente, ajuda muito. Como por exemplo: editores, editoras de televisão, canais na internet ou qualquer pessoa que queira ajudar, é interessante. O projeto futuro é isso: ampliar essa ação e partir para os livros.”

 

Na luta contra o Coronavírus

 

Recentemente, junto com outros youtubers, começou a campanha ‘#FiqueEmCasa e Lave As Mãos #Comigo’, incentivando as pessoas a lavarem suas mãos e ficarem em casa, para evitar a proliferação e transmissão do vírus!

 

Foto: youtube, canal papo de cobra

 

Entre tantos projetos em andamento e futuros, é perceptível a intenção de sempre pensar em ajudar a população gratuitamente. Nós do #Bond apoiamos suas iniciativas e projetos! Para acompanhá-lo, siga em suas redes sociais e se inscreva no canal Papo de cobra, no youtube!

Leave a Reply