Toxinas naturais podem ter causado a morte de centenas de elefantes em Botsuana

Desde março de 2020, mais de de 350 carcaças de elefantes foram encontradas no delta do Okavango, em Botsuana – sul da África. As causas das mortes foram um grande mistério, gerando um mar de discussão na comunidade científica. O principal intuito de tanta investigação é evitar mais mortes ainda e que estas saiam do controle sem nenhuma causa definida.

No início, algumas hipóteses foram levantadas, como caça predatória, envenenamento natural por Anthrax, e até mesmo o surgimento de uma nova doença. Amostras de materiais biológicos dos animais mortos foram analisadas e, embora os resultados não sejam 100% conclusivos, parece que o verdadeiro vilão foi identificado. 

Morte de elefantes em Botsuana segue cercada de mistérios. Foto: Divulgação/BBC

 

Toxinas naturais encontradas na água

 

Diversos exames foram, e ainda estão sendo realizados em laboratórios de diversos países e, com base no resultado de alguns testes, pesquisadores descobriram que a causa dessas mortes provavelmente está associado a toxinas naturais presentes na água. 

O chefe do Departamento de Vida Selvagem e Parques Nacionais, Cyril Taolo, em entrevista com a G1 explicou que algumas bactérias podem produzir veneno naturalmente, principalmente em água estagnada e que, apesar de não terem estabelecido uma conclusão sobre a causa das mortes, os resultados preliminares apontam para as toxinas naturais.

Envenenamento e o surgimento de uma nova doença são possibilidades em análise. Foto: Divulgação/BBC

 

 

Dificuldades impostas pela pandemia

 

As fatalidades em Botsuana estão sendo observadas desde março, mas por conta do Coronavírus e suas limitações, o diagnóstico exato está demorando mais do que o previsto para ser concluído. 

Alguns testes importantes para fechar o veredito ainda não obtiveram resultados e para se chegar a uma conclusão realmente assertiva, é necessário analisar todos os resultados, eliminando todas as possíveis causas. 

Elefantes mortos em Botsuana.. Foto: Divulgação/BBC

 

Leave a Reply