Hoje (22 de março) é o Dia Mundial da Água

Hoje (22 de março) é o Dia Mundial da Água. A data foi criada pela Organização das Nações Unidas (ONU) com o objetivo de alertar a todos sobre a necessidade de preservar esta fonte essencial para a vida na Terra.

Não há motivos para comemorar. Segundo a Onu, um bilhão de pessoas carece de acesso a um abastecimento de água suficiente (definido como uma fonte que possa fornecer 20 litros por pessoa por dia a uma distância não superior a mil metros). Se não houver mudanças de hábitos no curto prazo, até 2030 quase metade da população global terá problemas de abastecimento. Os dados da Organização são alarmantes:

  • 2,1 bilhões de pessoas vivem sem água potável em casa.
  • Para 68,5 milhões de pessoas que foram forçadas a fugir de suas casas, o acesso a serviços de água potável é altamente problemático.
  • Mais de 700 crianças com menos de cinco anos de idade morrem todos os dias devido à diarreia ligada à água contaminada e falta de saneamento.
  • 1 em cada 4 escolas primárias em todo o mundo não tem serviço de água potável, com estudantes usando fontes desprotegidas ou ficando com sede.
  • Globalmente, 80% das pessoas que usam fontes de água inseguras e desprotegidas vivem em áreas rurais.
  • Muitas pessoas com deficiência enfrentam dificuldades em acessar pontos de água, que não são projetados para suas necessidades específicas.

De acordo com o Relatório das Nações Unidas sobre Desenvolvimento dos Recursos Hídricos 2017, o aumento do despejo de esgoto não tratado, combinado ao escoamento agrícola e as águas residuais inadequadamente tratadas da indústria, resultaram na degradação da qualidade da água em todo o mundo. Se as tendências atuais persistirem, a qualidade da água continuará a se degradar nas próximas décadas, em particular, nos países pobres em recursos em áreas secas, ameaçando ainda mais a saúde humana e os ecossistemas, contribuindo para a escassez de água e restringindo o desenvolvimento econômico sustentável.

No Brasil, segundo o Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento, 38% da água potável foi desperdiçada nos sistemas de distribuição em 2016, o equivalente a quase 7 mil piscinas olímpicas cheias a cada dia. A perda financeira no ano foi de mais de R$ 10 bilhões.

É preciso uma mudança nas políticas públicas para que se possa melhorar a gestão dos recursos hídricos e reduzir o desperdício de água em todo o mundo.

Faça a sua parte

A população também pode ajudar de algumas maneiras:

  • Feche a torneira enquanto estiver escovando os dentes. Você pode economizar 1,9 milhão de litros de água ao longo da vida fazendo isso.
  • Certifique-se que não existem vazamentos na sua casa. Um buraco de 2 mm em um cano desperdiça 96 mil litros em um mês (praticamente dez carros-pipa de água limpa e tratada). Feche as torneiras, interrompa o consumo e, se os indicadores do hidrômetro continuarem girando, chame um profissional para parar com o desperdício de água e de dinheiro.
  • Coloque a peneirinha na torneira. É uma válvula, chamada de aerador, que pode ser colocada no bico da torneira para proporcionar sensação de fluxo mais intenso. Segundo o Instituto Akatu, se 12 apartamentos de um prédio aderissem ao uso do aerador na torneira da cozinha, em uma ano seria possível economizar água suficiente para encher uma piscina olímpica.
  • Retire o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas a seco, antes de abrir a torneira e nunca deixa a água correndo enquanto está ensaboando a louça.
  • Diminua seu tempo de banho. Se cada brasileiro diminuísse seu tempo de banho no chuveiro em um minuto, a energia economizada em um ano equivaleria a 15 dias de operação da usina Itaipu em sua geração máxima.
  • Prefira vasos sanitários com caixa acoplada. Eles gastam cerca de 6 litros por descarga. Você ainda pode colocar uma garrafa pet com cheia de água dentro da caixa para economizar mais ainda. Os vasos com válvulas de parede liberam até 20 litros.
  • Coloque uma bacia para coletar a água do banho. Você pode usá-la no lugar da descarga.
  • Jogue o lixo no lixo. O lixo descartado em lugar errado acaba indo para os cursos d’água da cidade e, quanto mais suja estiver a água, mais difícil e caro fica para limpá-la e usá-la novamente.
  • Não jogue óleo de cozinha usado pelo ralo: além de entupir seu encanamento e deixar mau cheiro, um litro de óleo jogado na pia polui 25 mil litros de água. Procure uma cooperativa para encaminhar o resíduo para reciclagem e o óleo usado pode virar sabão.
  • Não use a máquina de lavar todos os dias. Deixe as roupas acumularem para economizar água. Você também pode coletar a água da máquina para lavar o quintal posteriormente.

Fontes: Manuais de Etiqueta do Planeta Sustentável; Organização das Nações Unidas; Instituto Akatu pelo Consumo Consciente; Sabesp

Leave a Reply