Agricultura 4.0: o encontro entre tecnologia e meio ambiente

By julho 5, 2019Meio Ambiente

Você já deve ter ouvido falar que a agricultura é um dos maiores vilões do meio ambiente. Mas graças à evolução da tecnologia, essa afirmação virou coisa do passado! Com a nova era da agricultura, o produtor consegue aumentar a produtividade fortalecendo o próprio solo, e não mais exaurindo seus recursos.

 

AGRICULTURA 4.0

A tecnologia é o ponto chave desta revolução, empregando ferramentas de informação e comunicação, métodos computacionais de alto desempenho, rede de sensores, comunicação para máquina (M2M), conectividade entre dispositivos móveis, computação em nuvem e muitos outros. Trabalhando também com soluções analíticas para processar um amplo volumes de dados e sistemas de suporte à tomada de decisões de planejamento e manejo em toda cadeia de valor da agricultura. 

Segundo a chefe-geral da Embrapa Informática Agropecuária, Silvia Maria Massruhá, “A Agro 4.0 contribuirá para elevar os índices de produtividade, da eficiência do uso de insumos, da redução de custos com mão de obra, melhorar a qualidade do trabalho e a segurança dos trabalhadores e diminuir os impactos ao meio ambiente.”

De acordo com Avay Miranda Junior, que é diretor do Departamento de Estruturação Produtiva do Ministério da Agricultura, do ponto de vista ambiental, todo o processo é constituído por três principais pilares: balanceamento dos minerais do solo, povoamento de micro-organismos do solo e tipo de plantação, que são medidas inteligentes e sustentáveis para o desenvolvimento do agronegócio. 

Ele ainda afirma que, nos últimos anos, o Brasil deixou de ser um importador de tecnologias agrícolas para aparecer entre os líderes em inovação na área. E, tudo isso se deve aos esforços da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e investimento em centros de pesquisas e universidades.

A agricultura 4.0 faz uso da tecnologia para favorecer o agricultor e o meio ambiente. (Foto: Divulgação)

 

NA PRÁTICA, QUAIS SÃO OS IMPACTOS?

Dentre as muitas vantagens desta era da agricultura conectada, podemos evidenciar o fato de que produtores têm a possibilidade de acompanhar remotamente de casa ou da sede da fazenda, pelo computador, tablet ou smartphone, o desempenho de suas máquinas nas lavouras por telemetria, a transmissão automática de dados via sinal de telefonia celular. Além do mais, com apoio destas tecnologias, o produtor, cooperativas e até mesmo o governo podem tomar decisões mais certeiras e, com isso, melhoram a produção agrícola com uso sustentável dos recursos naturais e insumos, diminuindo os custos e triplicando a produtividade no campo.

 

Fonte: EBC (Agência Brasil) 

Leave a Reply